segunda-feira, 18 de março de 2013

11 - SISTEMA MUSCULAR


SISTEMA MUSCULAR
Os músculos, junto com os ossos, são responsáveis pelos movimentos. Todas as pessoas têm o mesmo numero de músculos, o que pode variar é o volume. O peso dos músculos corresponde a 50% do peso total de uma pessoa. Os músculos são órgãos constituídos principalmente por tecido muscular, especializado em contrair e realizar movimentos, geralmente em resposta a um estímulo nervoso.
Os músculos podem ser formados por três tipos básicos de tecido muscular:
  • Tecido muscular estriado esquelético »» Apresenta, sob observação microscópica, faixas alternadas transversais, claras e escuras, responsáveis pela contração muscular. A célula muscular estriada, chamada fibra muscular, tem contração voluntária. Ligam-se aos ossos através dos tendões ou aponeuroses.
  • Tecido muscular liso »» Está presente em diversos órgãos internos (tubo digestivo, bexiga, útero etc.) e também na parede dos vasos sanguíneos. As células musculares lisas têm geralmente contração involuntária, ao contrário da contração dos músculos esqueléticos.
  • Tecido muscular estriado cardíaco »» Está presente no coração.  Ao microscópio, apresenta estriação transversal. Suas células são uni nucleadas e tem contração involuntária. Promove os batimentos do coração.
Fibra muscular estriada esquelética












 
Propriedade dos músculos


            Os músculos possuem duas grandes propriedades; contratibilidade e elasticidade. Os músculos não devem ficar muito tempo sem movimentos, pois tornam-se fracos e atrofiados. A melhor maneira de manter a musculatura em pleno desenvolvimento é através da prática de esportes e exercícios físicos, que deve ser orientada pelo professor de Educação Física.


  
Classificação

Podem-se classificar os músculos de varias formas:
  • Quanto à origem – Se o músculo se origina de mais de um tendão diz – se que o
    músculo apresenta mais de uma cabeça de origem. São então classificados como
    músculos bíceps, tríceps ou quadríceps.
  • Quanto a inserção – Do mesmo modo os músculos podem inserir – se por mais de um
    tendão. Quando há dois tendões, são bicaudados; três ou mais policaudados.
  • Quanto ao ventre muscular – São digástricos os músculos que apresentam dois ventres e poligásticos os que apresentam número maior. Ex.: m. reto do abdome.
  • Quanto a ação – Depende da ação principal resultante da contração do músculo, podendo ser classificado como: flexor, extensor, adutor, abdutor, rotador medial, rotador lateral, pronador, supinador, flexor plantar, flexor dorsal entre outros.

Classificação funcional:


  • Agonista – Agente principal da execução do movimento.
  • Antagonista – Agente opositor ao movimento principal.
  • Sinegistas – Eliminam movimentos indesejáveis.
  • Fixadores ou Posturais – Estabilizam as partes do corpo a ação principal.
EX: Musculos Agonista e Antagonista.



Contração muscular
                       
O estimulo para contração muscular é geralmente um impulso nervoso que se propaga pelas membranas das fibras musculares. A energia para contração muscular é suprida por moléculas de ATP (produzidas durante a respiração celular). O ATP atua na ligação de miosina e actina e miosina, o que resulta na contração muscular.

Fibras musculares lentas e rápidas.

            As fibras musculares esqueléticas diferem quanto ao tempo que levam para se contrair, podendo as fibras lentas levar um tempo até cinco vezes maior do que as rápidas para se contrair.
  • As fibras musculares lentas estão adaptadas à realização de trabalho contínuo, possuem maior quantidade de mitocôndrias, maior irrigação sangüínea e grande quantidade de mioglobina, capaz de estocar gás oxigênio.
  • As fibras musculares rápidas, pobres em mioglobina, estão presentes em músculos adaptados à contrações rápidas e fortes.


Estes dois tipos de células podem ser diferenciados apenas no microscópio por meios de corante especiais.

Tônus muscular

            O músculo se mantém constantemente em um estado de contração parcial, o tônus muscular, que é causado pela estimulação nervosa, e é um processo inconsciente que mantém os músculos preparados para entrar em ação. Quando o nervo que estimula o músculo é cortado, este perde o tônus e fica flácido. Estados de tensão emocional podem aumentar o tônus muscular, causando a sensação física de tensão muscular. Nesta condição, gasta mais energia que o normal e isto causa fadiga.




COMO SE REALIZAM OS MOVIMENTOS
                       
Você já se perguntou como realizamos movimento?

                Na brincadeira de cabra-cega, por exemplo, quando está com os olhos vendados a criança utiliza principalmente os sentidos do tato e da audição. Através dos sentidos é que nos orientamos para realizar movimentos. Correr e pendurar-se, por sua vez, exigem principalmente os músculos das pernas e dos braços.        Através dos músculos é que executamos o movimento.
                O cérebro recebe as informações através dos sentidos e envia ordens para os músculos fazerem os movimentos necessários. Assim, o cérebro realiza a coordenação dos movimentos.
                Na maioria das atividades físicas utilizamos os músculos e os sentidos. Por isso, na Educação Física, existem exercícios simples e agradáveis que desenvolvem a coordenação entre músculos e sentidos, como o jogo de queimada, por exemplo.

Brincado de queimada, ao mesmo tempo que se divertem, as crianças utilizam os músculos e os sentidos, o que auxilia o desenvolvimento do corpo.

Os exercícios de educação Física:

a)                                  Contribuem para a formação corporal, isto é, para o desenvolvimento dos órgãos, dos músculos e dos sentidos. Este é o seu caráter formativo. 
b)                                  Divertem e educam. Este é o seu caráter recreativo ou lúdico.

PRIORIDADES DOS MÚSCULOS

Executam movimentos graças às prioridades dos músculos.

Os músculos podem estender-se e contrair-se. Essa propriedade chama-se elasticidade. Veja o que a elasticidade permite ao corpo:

A maior ou menor facilidade de tocar o chão deve-se, neste caso, à elasticidade muscular, que varia de pessoa para pessoa.

                Os músculos levam um certo tempo para contrair-se e estender-se. A rapidez de contração e extensão dos músculos é chamada velocidade muscular.

                Todos nós corremos, saltamos, reagimos com diferentes velocidades. Também a velocidade muscular é diferente de pessoa para pessoa.

                Os músculos podem ainda, aplicar um esforço em determinada direção. Essa prioridade é chamada força.

A facilidade ou dificuldade de executar exercícios na barra, levantar pesos, puxar ou empurrar objetos, por exemplo, deve-se à diferença de força entre as pessoas.

                O tempo durante o qual os músculos podem permanecer aplicando essa força determinam sua resistência ao esforço.

                A educação Física procura proporcionar elasticidade, velocidade, força e resistência adequadas à idade de quem a pratica, isto é, um bom trabalho muscular.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário